Connect with us

7 trilhas rápidas e com um visual incrível em Petrópolis

Lazer

7 trilhas rápidas e com um visual incrível em Petrópolis

Você adora fazer passeios que envolvam natureza, mas ao mesmo tempo ainda não tem muita experiência com grandes trilhas e travessias? Então a melhor opção é escolher trilhas curtas e rápidas!

Pedimos a ajuda das meninas do blog de viagem Mala de Aventuras para listar aqui 6 trilhas rapidinhas para fazer em Petrópolis. Depois de ler, compartilha esse artigo com os amigos e já deixa a data da próxima trilha marcada!

1. Castelinho

Levando em média 1h a 1h15min de caminhada e localizada no bairro Morin, a trilha Castelinho, ou Castelo do Morin, leva esse nome devido às formações rochosas no cume, que lembram castelos.

Foto: Mala de Aventuras

Destaques: Além do belo riacho no decorrer da trilha, ela ainda te leva a uma vista incrível do Rio de Janeiro e da Baía de Guanabara.

O início da trilha conta com um trajeto de mata fechada, mas que logo depois se abre para um caminho bem agradável de percorrer.

Como chegar: Dirija até a Estrada Torres do Morin, próximo ao número 45. Há uma entrada estreita, onde dá para subir de carro até um pátio, podendo estacionar. Em frente ao pátio está o início da trilha. Para seguir o GPS, clique aqui.

2. Pedra do Quitandinha

O nome da trilha vem do bairro onde ela se encontra: Quitandinha. A trilha é de apenas 20 minutos de caminhada, super curtinha e rápida de fazer. Ideal para quem tem pouco condicionamento físico ou pouco tempo para fazer grandes travessias.

Foto: @ glaysonmendes pelas lentes de @alexandremilhorance

Destaques: A recompensa para quem chega ao final da trilha é a vista do imponente Palácio Quitandinha e em dias claros, também é possível avistar o Rio de Janeiro e as montanhas da Serra dos Órgãos.

Como chegar: Você deve seguir pela Rua Uruguay e pegar a primeira a esquerda, fazendo uma curva bem fechada. Siga sempre pela rua asfaltada e vá subindo. Em um momento, você vai ver que a rua passa a ser de terra. Continue mais um pouco, até quando não der mais para o carro subir. É ali que você deve estacionar e começar a caminhada a pé. Para seguir o GPS, clique aqui.

Veja também: Pedra do Quitandinha: tudo o que você precisa saber antes de visitar o local

10 passeios de ecoturismo em Petrópolis

3. Pedra do Cortiço

Essa trilha, que também é conhecida como Morro do Cortiço, fica no bairro de São Sebastião e é considerada uma das mais fáceis da cidade. Levando apenas 45 minutos de caminhada, você consegue chegar ao topo e curtir a paisagem do alto.

Foto: Arquivo/Sou Petrópolis

Destaques: Apesar da trilha iniciar com mata fechada e ser pouco sinalizada, ela é bem intuitiva e curta, ou seja, bem fácil de ser concluída. Tem uma vista bem bonita de toda a cidade de Petrópolis e também para o cume da trilha Castelinho.

Como chegar: A caminhada se inicia por uma ruazinha bem estreita, de paralelepípedos, chamada Rua Indaiá, ao lado da da Igreja de São Sebastião.

Entrando nessa rua, caminhe por alguns minutos e logo verá o início da trilha bem discreto à sua esquerda. É um caminho nada convencional, que entra pelo matagal na beira da Rua Indaiá e pode passar despercebido por quem não conhece, já que não existe nenhuma sinalização no local. Para seguir o GPS, clique aqui.

Veja também: Saiba como chegar até a Pedra do Cortiço; subida leva menos de uma hora

4. Alto da Ventania

Com altitude de 1270 metros, essa trilha é considerada a mais “complexa” dentre todas as da lista. A subida até o cume leva em torno de 1h – 1h30 para ser feita, mas em compensação a vista é uma das mais encantadoras, sendo também um ótimo lugar para se aventurar mais e mais, acampando.

Foto: Mala de Aventuras

Destaques: Uma das coisas que chamam a atenção no Alto da Ventania é o caminho até o topo. É sem dúvida um dos caminhos mais belos, repleto de vegetação e cenários diferentes. Uma dica boa é não escolher a época de verão para visitar a trilha, já que é o momento do ano do qual chove mais na região.

Como chegar: o início da trilha do Alto do Ventania pode ser um pouco confuso. Sugerimos clicar aqui para conferir mais detalhes, com imagens, ilustrando o caminho.

5. Mirante Flávio Cavalcanti

Bem próximo do Centro e com nível leve de dificuldade, para chegar no Mirante Flávio Cavalcanti é preciso entrar na Rua Belinha Cavalcanti (sua esposa), no Caxambu. A trilha leva em média 40 minutos de subida e a recompensa é uma bela vista para o Centro Histórico.

Foto Arquivos Sou Petrópolis

Destaques: Do cume, você vê a Baixada, todo o Centro – da Catedral São Pedro de Alcântara ao Museu Imperial, a Rua do Imperador e a Igreja do Rosário, a Comunidade da 24 de Maio, e algumas das formações montanhosas de maior destaque no município, como a Maria Comprida, a Pedra de Itaipava, o Morro do Bonet, o Pico do Tinguá e o Taquaril.

Como chegar: a entrada da trilha fica em um caminho bem demarcado à direita da Rua Belinha Cavalcanti, no Caxambu, para quem está subindo.

Veja também: Roteiro para um relaxante passeio guiado pelo mirante e pela cachoeira do Caxambu

6. Pedra do Bonet

A Pedra do Bonet está localizado no bairro Rocio, em Petrópolis. Apesar da trilha não ser considerada uma das mais fáceis, por ser muito íngreme (aproximadamente 50 minutos de caminhada), o visual é recompensador. Com sorte você pegará o tempo aberto propiciando uma bela vista da região, sendo possível avistar a cidade do Rio de Janeiro no horizonte.

Veja também: Fim de semana no Rocio: onde se hospedar, o que comer e o que fazer nesse refúgio de Petrópolis

Foto: Instagram @robertoamarante3

Destaques: Sem dúvida é um dos visuais mais lindos que você vai ver em Petrópolis e a dica é, depois de descer a Pedra do Bonet, dar um mergulho no Poço Negro, que fica a 5 minutos dali.

Como chegar: a trilha fica na Estr. Vargem Grande – Fazenda Inglesa, Petrópolis. Pegue a Rodovia Washington Luiz (BR-040) sentido Rio e entre na Estrada do Rocio, seguindo por 7.1 km até encontrar uma plaquinha bem discreta à sua direita que sinalizará o início da trilha.

7. Cachoeira dos Primatas

(O PARNASO está temporariamente fechado por conta da pandemia)

A Cachoeira dos Primatas fica localizada no famoso Circuito das Bromélias, em Petrópolis e é um lugar com o acesso mais discreto que outras cachoeiras e trilhas, logo, não é um local que vive cheio de turistas.

Por ser situada dentro do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, é obrigatório o pagamento de entrada.

Veja também: 7 passeios para curtir o dia no PARNASO, em Petrópolis

Foto: Mala de Aventuras

Destaques: O acesso até a Cachoeira é tranquilo, mas tem que ficar atendo ao caminho. É preciso atravessar um rio, passar por pedras e rochas pelo caminho, mas nada demais!

Vale a pena conhecer a trilha e a cachoeira. Pelo meio do caminho você ainda irá encontrar outros pontos incríveis para mergulhar e se refrescar.

#Dica de passeio guiado:

A Guapo Adventure Turismo é formada por experientes guias de atrativos naturais que oferecem serviços de guiamento para trekking, montanhismo e rapel. São 83 montanhas, 15 travessias e mais de 20 cachoeiras. Para mais informações sobre como agendar um passeio guiado basta entrar em contato com:

Guia André Vasconcellos – (24) 992047713
Guia Luana Manhães – (24) 988077721
Guia Álvaro Luz – (024) 988597124

Bônus:

Dica de pós-trilha: Açaí da Serra

Delivery: Whatsapp: (24) 98878-1286 / (24) 2231-4749.

Valores:a partir de R$7,90 (200ml).

Horário de funcionamento: de segunda a sábado de 10h às 19h.

Mais Informações: pelo Instagram @acaidaserra

Conhece mais dicas de trilhas rápidas em Petrópolis? Comente aqui! =)

Veja também:

Esse post foi feito em parceria com o blog Mala de Aventuras
Mala de Aventuras no instagram
Continue Reading

Você também vai gostar

Subir