Connect with us

Após 28 dias internado, paciente recuperado da Covid-19 dá depoimento para petropolitanos

Cidade

Após 28 dias internado, paciente recuperado da Covid-19 dá depoimento para petropolitanos

Ele tem 34 anos e, hoje, se recupera de um susto. Há exatos 30 dias, Rafael Marques Louro deu entrada às pressas no setor de emergência de um hospital particular da cidade com suspeita de infecção pelo coronavírus. Ele foi levado pelo primo, o enfermeiro Vinícius Marques, responsável pelo primeiro atendimento. Segundo Vinícius, seu quadro de saúde já apresentava baixa saturação de oxigênio devido à falta de ar.

“Verifiquei a saturação e percebi que alguma coisa estava errada. Ouvindo os pulmões também tive sinais de possível infecção. Só tive tempo de colocar o Rafael no carro e levá-lo ao hospital”, disse. Seus sintomas eram falta de ar, febre alta, tosse seca e dores pelo corpo. Minutos após o diagnóstico, Rafael foi encaminhado à UTI. Começava, ali, uma angústia de 28 dias.

O paciente deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva do hospital com grave síndrome respiratória e, segundo a equipe médica responsável pelo atendimento, chegou a fazer uma parada cardiorrespiratória no mesmo dia. Relatos do primo que o acompanhou durante todo o tratamento afirmam que muitos já não tinham mais esperanças. “Ouvi de outros amigos de profissão que apenas um milagre seria capaz de tirar o Rafael da UTI. O quadro dele se agravou demais após a internação e a família entrou em desespero. Graças a Deus o milagre acabou acontecendo e ele conseguiu voltar para casa”, disse.

Foto Divulgação

Rafael teve acompanhamento 24 horas por dia da equipe médica. Pouco a pouco seu quadro se estabilizou e, após 26 dias, ele foi transferido da UTI para um quarto. Ainda emocionado e fragilizado, ele pede, em vídeo, para que as pessoas se previnam e tomem os cuidados necessários contra a doença. Segundo a família, ele vai passar por tratamento com fisioterapeutas para se readaptar às tarefas diárias, como caminhar, se alimentar e tomar banho.

“Aos poucos ele volta a ser o Rafael de sempre. Temos esperanças de que o futuro traga boas notícias. Realmente, não era a hora dele”, finalizou o primo.

Boletim epidemiológico de Petrópolis

De acordo com o último boletim epidemiológico, Petrópolis tem 352 casos totais testados, 156 já negativados para a doença, 101 testados como positivos, 95 casos aguardando os resultados dos exames laboratoriais e 09 óbitos. Outros 05 óbitos estão sendo investigados pela Vigilância Epidemiológica, que aguarda o resultado dos exames.

Buscando atender às solicitações da população e tranquilizar moradores em relação à pandemia, a prefeitura de Petrópolis, por intermédio da Secretaria de Saúde, deu início, na quarta-feira (22/04), à contabilização de pacientes que já apresentam melhora significativa em seus quadros de saúde. Segundo o último boletim epidemiológico, a cidade tem, até o momento, 11 pessoas recuperadas da Covid-19.

Apesar dos números otimistas, o médico infectologista José Henrique Castrioto alerta que ainda não é o momento de afrouxar as medidas que vão a favor do isolamento social. Afinal, Petrópolis está com 101 casos confirmados da doença e 54 pacientes internados, sendo que 90% dos leitos de UTI do hospital referência para coronavírus, o HMNSE, já estão ocupados.

“O isolamento social é cientificamente comprovado. Estamos falando de uma doença transmissível pela tosse (quando perto de alguém) e pelo contato; uma doença que não tem tratamento ou vacina ainda e que tem matado milhares de pessoas pelo mundo. Logo, a única maneira de tentar conter esse vírus e evitar um colapso no sistema de saúde é cortando a transmissão, ou seja, o contato interpessoal. Por isso as medidas de distanciamento social são tão importantes junto da lavagem das mãos e uso de máscaras”, ele explica.

Veja também:

Hospital Unimed Petrópolis tem 14 altas hospitalares de pacientes com coronavírus

Coronavírus: 51 profissionais da saúde de Petrópolis estão afastados com suspeita da Covid-19

Leitos para pacientes com Covid-19 em Petrópolis: HMNSE tem 90% da UTI ocupada

Decreto torna obrigatório o uso de máscaras em serviços essenciais de Petrópolis

Costureiras de Petrópolis apostam em produção de máscaras para vencer a crise

‘Não são números, são seres humanos’, diz a filha da segunda vítima da Covid-19 em Petrópolis

Entrevista: pesquisadores do LNCC, em Petrópolis, tiram dúvidas sobre o novo coronavírus 

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir