Connect with us

Conheça 4 atletas paralímpicos de Petrópolis

Esporte

Conheça 4 atletas paralímpicos de Petrópolis

Nesta quinta é comemorado o Dia Nacional do Atleta Paralímpico. Confira alguns nomes que orgulham Petrópolis

Nesta quinta-feira, dia 22 de setembro, é comemorado o Dia Nacional do Atleta Paralímpico. A Sou Petrópolis separou alguns atletas paralímpicos que são um orgulho para a cidade.

1. Marcelão

O petropolitano Marcelo Corrêa, conhecido como “Marcelão”, foi pentacampeão brasileiro na modalidade paralímpica de arremesso de peso, além de deter o recorde do Brasil por 10 anos. Em 2001, foi o oitavo melhor arremessador paralímpico do mundo, em Nottingham, na Inglaterra.

Marcelo foi diagnosticado com paralisia cerebral e, como consequência, teve a coordenação motora do lado direito do corpo prejudicada. O atleta foi a primeira pessoa com deficiência a se formar em Educação Física em Petrópolis, e é pós-graduado em Educação Especial em Deficiência Visual.

Marcelo Corrêa. Foto: Arquivo Pessoal

2. Bentinho

Roberto Saul Wigoda, o Bentinho, ficou em 7° lugar no Campeonato Brasileiro de Bocha Adaptada em 2019. O esporte consiste no lançamento de bolas coloridas, em que vence o jogador que alcançar o maior número de bolas próximas à bola branca, que funciona como uma referência.

À esquerda, Marcelo Corrêa, à direita, Bentinho. Foto: Arquivo Pessoal

3. Felipinho

Outro atleta petropolitano que também participou do campeonato em 2019 foi Luiz Felipe da Cruz Silva, o Felipinho, que terminou em quarto lugar na classe BC4.

Felipinho. Foto: Arquivo Pessoal

4. Fabiana Soares

A petropolitana Fabiana Soares ocupa, no ranking nacional da Confederação Brasileira de Esgrima, o primeiro lugar do Brasil no sabre, o terceiro no florete e o quarto na espada na categoria em cadeira de rodas.

A atleta nasceu com um encurtamento em uma das pernas, que se agravou depois de uma cirurgia malsucedida. Em 2018, Fabiana foi convocada para integrar a seleção brasileira e disputar o Campeonato Regional das Américas, onde conquistou o terceiro lugar.

Fabiana Soares. Foto: Arquivo Pessoal

Bônus: Georgette Vidor

Apesar de não ser uma atleta paralímpica, a petropolitana Georgette Vidor se consagra como uma das principais treinadoras da ginástica artística brasileira, tendo tutelado grandes nomes como Soraya Carvalho, Daniele Hypólito e Luísa Parente.

Atualmente é a treinadora do Time de Ginástica do Flamengo, e já foi treinadora da Seleção Brasileira. Além disto, Georgette realiza projetos sociais voltados para o incentivo ao esporte em Petrópolis.

Georgette Vidor e as atletas do Flamengo. Foto: Arquivo Pessoal

Veja também:

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir