Connect with us

Projeto ‘Emergência do Riso’ percorre bairros atingidos pelas chuvas em Petrópolis

Cidade

Projeto ‘Emergência do Riso’ percorre bairros atingidos pelas chuvas em Petrópolis

Iniciativa é da Ong Palhaços sem Fronteiras e tem o objetivo de promover conforto e resiliência para os moradores dessas regiões

O projeto “Emergência do Riso” dos Palhaços sem fronteiras está percorrendo bairros antigos pelas chuvas de fevereiro e março em Petrópolis. Ao todo, cinco palhaças estão levando intervenções artísticas para estas regiões, com o objetivo de promover conforto, acolhimento e resiliência para os moradores.

Foto: Mariana Rocha

As primeiras intervenções ocorreram nos dias 6, 7 e 8 de maio. Na ocasião, o grupo passou pela Rua Teresa, Morro da Oficina, Vila Felipe, Rua Nova e Chácara Flora. Já neste fim de semana, sábado (14) e domingo (15), o grupo irá passar pelo Alto da Serra, Conde D’Eu, Caxambu e Floresta.

Foto: Mariana Rocha

Martha Paiva, artista do Rio que participou das intervenções como a palhaça Dondoca, disse que a ida a essas comunidades foi especial. “Foram tantos encontros diversos que a sensação é que vivemos mais que um dia. Quem estava em suas casas pôde ser surpreendido com a presença desse bonde de cinco palhaças – é uma imagem forte, bonita, que preenche o quadro, a foto, renova a energia do espaço e cria um novo ritmo naquele instante”, disse.

Foto: Mariana Rocha

Segundo ela, as pessoas receberam o grupo com um encantamento no olhar. “Famílias inteiras saíram de seus portões, subiram escadas, desceram pedras e vieram até a rua, até o nosso encontro para serem tocadas pela força sutil da alegria, da beleza, da arte, atraídos pelo som da música. A necessidade que temos de acionar o estado de alegria é fundamental para nossa sobrevivência. Pessoas que se permitiram, que se abriram para o imprevisível que a alegria pode fazer pela gente. Senti que tinha que estar onde estava. Ali”, acrescenta.

Foto: Mariana Rocha

Já Juliana Cardoso participou como a palhaça Julieta. Ela contou que se impressionou ao se deparar com uma cidade fria, tanto no clima quanto na atmosfera instalada, mas ficou feliz em poder levar a música, a poesia e o riso para as comunidades. “Entre buracos no chão, casas aos pedaços, as bolhas de sabão no ar, a música, o riso das crianças e adultos. A curiosidade e também riso dos idosos”, diz.

Sobre o projeto

Os Palhaços Sem Fronteiras Brasil são uma organização sem fins lucrativos que se utilizam do riso, da arte circense e do encontro lúdico como ferramenta para a regeneração afetiva.

Foto: Mariana Rocha

Fundada por Aline Moreno e Arthur Toyoshima, a organização está comprometida com o desenvolvimento de uma pedagogia própria para uma formação integral e cidadã, dando e recebendo formações de maneira híbrida.

“O lúdico, abre os ouvidos dos indivíduos e cria um ambiente de conforto e confiança no qual mensagens importantes podem ser comunicadas, além de contribuir para um processo de recuperação emocional”, afirma Aline.

Foto: Mariana Rocha

O grupo conta com vasta experiência em situações de crise humanitária, atuando no Brasil e América Latina em comunidades afetadas por desastres e crimes ambientais, violência, pessoas em situação de refúgio, entre outros.

Mais informações podem ser obtidas pelo instagram ou no site.

Veja a programação

Sábado (14) – Alto da Serra – 10h/ Cond’Eu – 14h

Domingo (15) Caxambu – 10h/ Prédio Floresta ou Vila Felipe- 14h

Veja também

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir