Connect with us

15 museus para conhecer em Petrópolis após a quarentena

Turismo

15 museus para conhecer em Petrópolis após a quarentena

Neste Dia Internacional dos Museus o desejo era poder celebrar a cultura e a História em dos encantadores museus de Petrópolis, mas a realidade é outra. Devido às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, eles estão de portas fechadas por tempo indeterminado.

Foto: Nat Oliveira

Para não deixar passar essa data em branco e, de quebra, ainda apoiar o Turismo de Petrópolis, que vai precisar de muita ajuda para se reerguer, confira 15 museus para conhecer na Cidade Imperial após a quarentena:

1. Museu Imperial

Além da belíssima área externa, a visita ao museu é endereço fundamental para qualquer petropolitano ou turista. O Palácio, que era a casa de veraneio de Dom Pedro II, tem o maior acervo da época do Império brasileiro. Você pode ver os cômodos perfeitamente mobiliados, objetos curiosos que hoje já não existem, o trono de Orleans e Bragança, as viaturas da época, as jóias da realeza e muito mais. Além disso, durante a visita é preciso calçar as famosas pantufas, o que já é uma diversão à parte.

Fotos Instagram: @philip_hp e @giovanamontini

Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro.

Bilheteria aberta até às 17h.

Visitação dos Jardins – de terça a domingo, das 8h às 18h – entrada franca todos os dias.

Pavilhão das viaturas – de terça a domingo, das 11h às 18h – entrada franca todos os dias.

Visitação do museu – de terça a domingo, das 11h às 18h – entrada franca às quartas-feiras e no último domingo do mês para moradores de Petrópolis com comprovante de residência / crianças até 6 anos e maiores de 80 anos não pagam.
Demais casos:
R$ 10,00 (inteira) / R$ 5,00 (meia – estudantes, professores e maiores de 60 anos).

Saiba mais o que fazer no Museu Imperial, clicando aqui.

2. Museu Casa Santos Dumont

A casa que recebeu o nome de “Encantada” foi a residência de verão do Pai da Aviação: Santos Dumont. Hoje ela é um museu com objetos, livros, cartas e mobiliário que pertenceram ao inventor. Os destaques são o chuveiro e as escadas que só podem ser subidas começando com o pé direito.

Confira aqui mais curiosidades sobre a Casa Santos Dumont.

Fotos Instagram: @soupetropolis e @lorenamarias

Endereço: Rua do Encanto, 22 – Centro.

Visitação: terça a domingo, 9h às 17h30.

Bilheteria aberta até às 17h.

Entrada franca às quartas-feiras para moradores de Petrópolis com comprovante de residência / crianças até 6 anos e maiores de 65 anos não pagam.
Demais casos:
R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia).

3. Palácio Rio Negro

O nome do Palácio é uma homenagem ao Barão Rio Negro, um rico produtor de café, apesar da mansão ser mais conhecida como Palácio dos Presidentes. Isso porque desde 1903 ele serviu de residência de verão de diversos presidentes da República, entre eles: Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Lula. Além de diversas memórias da República, você irá encontrar nesse museu os quartos das filhas de JK e de Getúlio Vargas e os quadros dos presidentes do Brasil.

Fotos Instagram: @soupetropolis

Endereço: Av. Koeler, 255 – Centro.

Visitação: terça à sábado, 10h às 17h.

Entrada franca todos os dias.

4. Museu de Cera

O Museu de Cera foi fundado em 2011 e é uma ótima opção para quem busca um passeio divertido! Dentre as esculturas hiper-realistas, você encontrará muitas personalidades brasileiras e internacionais, como Michael Jackson e o famoso pirata Jack Sparrow.

Foto Divulgação

Endereço: Rua Barão do Amazonas, 35 – Centro, Petrópolis.

Visitação: de segunda a domingo, das 10h as 17h, e aos sábados, das 10h as 18h.

Ingresso: R$48 (R$24 a meia-entrada).

#Dica: Ao final do passeio você pode fazer a escultura de sua própria mão na lojinha do museu e guardar de recordação.

5. Museu da FEB – Força Expedicionária Brasileira

O pequeno museu que fica na cocheira do Palácio Rio Negro reúne peças doadas pelos petropolitanos que lutaram na Itália durante a 2ª Guerra Mundial, chamados de “pracinhas”. O acervo inclui uniformes, objetos pessoais, fotos e diversos documentos que relembram esse recorte da História.

Fotos Instagram: @soupetropolis

Endereço: Avenida Koeler, 255 – Centro.

Visitação: quarta a sábado, 10h às 17h.

Entrada franca todos os dias.

6. Casa do Colono

Construída em 1847, a casa ainda possui as características de habitação da antiga Simern (cidade da Alemanha que inspirou a denominação do bairro Siméria, em Petrópolis). As paredes de pau-a-pique e teto de zinco retratam o modo simples de vida dos primeiros colonos. O acervo possui utensílios de uso doméstico e de trabalho na lavoura, além de fotografias, quadros e objetos de uso pessoal.

Confira aqui mais curiosidades sobre a Casa do Colono

Fotos Instagram: @nekofreiheit e @mahques

Endereço: Rua Cristóvão Colombo, 1034 – Castelânea.

Visitação: terça a domingo, 8h30 às 16h.

Entrada franca todos os dias.

7. Casa Stefan Zweig

A Casa Stefan Zweig foi residência e refúgio do escritor austríaco Stefan Zweig e sua esposa Lotte, durante o período da 2ª Guerra Mundial. Zweig é considerado um dos grandes biógrafos da primeira metade do século XX. A casa hoje é um centro de memórias em homenagem ao escritor e aos exilados vindos para o Brasil fugindo do nazismo, no período de 1933 a 1945, e que contribuíram para a formação cultural do nosso país. Outro destaque do museu é o grande xadrez, em referência à obra “Novela de Xadrez”, escrita por Zweig enquanto morava em Petrópolis.

Confira aqui mais curiosidades sobre a Casa Stefan Zweig.

Fotos Instagram: @jackson_isaltino e @benjaminfmoser

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 34 – Valparaíso.

Visitação: sexta a domingo, 11h às 17h.

Entrada franca todos os dias.

8. Museu do Artesanato

Ainda pouco explorada pelos petropolitanos, ele é considerado o primeiro Museu de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro e o segundo do Brasil. Fundado pelo artista plástico Cocco Barçante, o espaço proporciona, ao longo de 1h15, uma viagem por diferentes ambientes cujo reaproveitamento é o principal fio condutor. A experiência pode ser dividida em quatro fases: a primeira, que envolve papel, garrafas pet e metal; a segunda, baseada em tecidos e trabalhos em argila; a terceira, regida por lixo tecnológico e, por fim, a madeira.

Confira aqui mais curiosidades sobre o Museu do Artesanato

Fotos Bruno Soares

Endereço: Rua Coronel Veiga, número 1734

Visitação: As visitas acontecem aos sábados e domingos, das 11 às 17 horas. Apesar disso, é possível conhecer a casa nos demais dias da semana, mediante agendamento prévio pelo telefone (24) 3111-4944.

Entrada: R$ 5 por pessoa.

9. Casa do Pequeno Príncipe

Em Itaipava, longe dos holofotes, uma fazenda é hoje reconhecida por ter abrigado pilotos franceses, entre eles o escritor Antoine de Saint-Exupéry, autor da inspiradora obra ‘O Pequeno Príncipe’. Aberta desde 2016 à visitação, o Museu ‘La Grande Vallée’ pertence, há quase um século, à família do simpático José Augusto Wanderley. Num voo de cerca de 1h30 de duração, ele parte da história da aviação, com destino à vida de Saint-Exupéry. Harmonioso, o espaço é parada obrigatória para quem quer ir além das páginas do livro.

Confira aqui mais curiosidades sobre a Casa do Pequeno Príncipe

Endereço: Estrada do Ribeirão Grande, número 102 – Itaipava.

Visitação: As visitas acontecem de quinta-feira a domingo, em dois horários: às 11 e 15 horas, mediante agendamento pelo telefone (21) 99354-3179.

Entrada:R$ 25,00 para adultos e R$ 20,00 para crianças.

10. Casa de Cláudio de Souza

Como grande parte dos imóveis históricos de Petrópolis, o espaço em questão foi casa de veraneio do médico Cláudio de Souza que, curiosamente, abandonou a Medicina para se dedicar ao teatro e à literatura. Lá dentro ele promovia saraus, monólogos e performances. E talvez o que faça da casa tão cativante seja a arte que ecoa dentro e fora dela. Gratuita, a visitação dura, em média, 15 minutos: ideal para quem quer conhecer ao máximo os enigmas de Petrópolis, seja no dia a dia, ou numa rápida estadia na cidade.

Confira aqui mais curiosidades sobre a Casa de Cláudio de Souza

Foto: Bruno Soares

Endereço: Praça Rui Barbosa, 5 – Centro, Petrópolis.

Visitação: terça a sexta, 11h às 18h.

Entrada franca todos os dias.

11. Museu de Porcelana

O Museu de Porcelana de Petrópolis reúne um acervo com 1300 peças de porcelana dos séculos XIX e XX. A maioria é de origem alemã, mas também há de fábricas italianas, dinamarquesas, francesas e de outros países da Europa. O acervo é de um só colecionador que levou quase 20 anos reunindo todas as peças que eram adquiridas através de leilões, antiquários e viagens internacionais.

Foto Divulgação

Endereço: Av. Barão de Amazonas, 88 – Centro

Visitação: Ter a Dom, de 9h30 às 17h / Sáb, de 9h30 às 18h

Entrada: InteiraR$30,00 / Meia-entrada – R$ 15,00

12. Museu da Fábrica da Bohemia

A Cervejaria Bohemia é a primeira cervejaria a se instalar no Brasil e a atração número 1 no Trip Advisor de atividades para fazer em Petrópolis, e não é à toa. O complexo cheio de história, que atrai visitantes de todo o mundo, reúne diferentes opções de lazer e gastronomia.

Veja também: 8 experiências que você pode viver na Bohemia e provavelmente não sabia

Fotos: @soupetropolis

Endereço: Rua Alfredo Pachá, 166 – Centro, Petrópolis.

Visitação: terças a quintas, de 12h às 17h / sextas e domingos, de 10 às 17h / sábados, de 10h às 18h.

Preço do Tour Cervejeiro: R$ 36,00 (inteira) e R$ 18,00 (meia entrada).

Contato: (24) 2020-9050.

#Dica: Assinantes do Clube Sou Petrópolis têm desconto de 50% no Tour Cervejeiro, todos os dias.

13. Palácio Quitandinha

O Palácio foi construído a partir de 1939 com o objetivo de ser o maior cassino hotel da América do Sul. Foi palco de inúmeros acontecimentos, desde bailes de carnaval até concursos de Miss Brasil. Após ser adquirido pelo SESC, a visitação pública passou a ser permitida.

Foto Instagram: @soupetropolis

#Dica: nos fins de semana de sol o jardim do palácio se transforma em uma grande área para piqueniques e diversão em família.

Endereço: Av. Ayrton Senna, 12 – Quitandinha.

Visitação: terça à domingo e feriados, 9h30.

Visitação não guiada gratuita para moradores de Petrópolis e estudantes de escolas públicas mediante comprovação de documento.

14. Palácio Amarelo – Câmara Municipal

O Palácio Amarelo é muito conhecido por sua beleza exterior na Praça da Águia, porém poucos sabem da grandiosidade das pinturas em seu interior. Com decoração detalhista em pinturas e madeiras, o trabalho idealizado pelo escultor Henrique Levy merece a sua atenção. Você pode solicitar por um guia gratuito que vai explicar a história e as curiosidades por trás da bela decoração.

Fotos Instagram: @soupetropolis

Endereço: Praça Visconde de Mauá, 89 – Centro.

Visitação guiada gratuita: diariamente, 10h às 17h.

15. Centro Cultural Estação Nogueira

Antiga estação de trem de Nogueira, construída em 1908, onde atualmente funciona uma biblioteca, um mini-museu ferroviário e onde são realizadas exposições. Atualmente, a Praça de Nogueira, em frente ao Centro Cultural, conta com a locomotiva “Baroneza II”, fabricada no Século XIX, considerada uma das mais antigas do Brasil.

Foto Davi Corrêa

Endereço: Av. Leopoldina, 317 – Nogueira.

Visitação: segunda a sexta, de 9h às 17h, e sábado, 9h às 14h.

Entrada franca todos os dias.

Bônus:

Centro de Cultura Raul de Leoni

Apesar de não ser considerado um museu, esse espaço cultural abriga galerias de arte, graffiti, teatro, cinema e a Biblioteca Central Municipal Gabriela Mistral, considerada a 3ª mais importante do estado do Rio de Janeiro. O nome do centro cultural homenageia o poeta petropolitano, falecido prematuramente de tuberculose, aos 30 anos, em 1925, e o da biblioteca, a escritora chilena, primeira latino-americana a receber o Nobel de Literatura.

Foto Instagram: @soupetropolis

Endereço: Praça Visc. de Mauá, 305 – Centro, Petrópolis.

Visitação: Biblioteca – segunda a sexta, de 8h às 18h30 e sábado, de 8h às 12h / Exposições – terça a sábado, de 10h às 18h e domingo, de 10h às 17h.

Entrada franca todos os dias.

Mais dicas do que fazer em Petrópolis após a quarentena, no Instagram @soupetropolis

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir