Connect with us

Conheça a história do motorista de ônibus que viralizou rezando antes do expediente em Petrópolis

Cidade

Conheça a história do motorista de ônibus que viralizou rezando antes do expediente em Petrópolis

Wagner é condutor da linha Venezuela e, desde criança, sonhava em se tornar motorista

Orar pela manhã já faz parte da rotina do motorista Wagner Adriano de Oliveira Pinheiro, de 52 anos, e na última semana foi ele quem protagonizou uma imagem que viralizou na internet. Na fotografia, Wagner, que é motorista da empresa de ônibus Petro Ita, aparece ajoelhado antes de dar início ao seu expediente. Comovente, o registro chegou a ser compartilhado por uma página de notícias do bairro Padre Miguel, no Rio. Somente no perfil foram 137 mil curtidas e mais de 12 mil compartilhamentos.

Apesar das adversidades que fazem parte da profissão, Wagner conta que nunca se imaginou fazendo outra coisa que não fosse ser motorista. Natural de Paraíba do Sul, ele explica que, desde a época da escola, eram os ônibus, caminhões e a vontade de trabalhar com eles que ocupavam seus pensamentos. “Meu tio era motorista de ônibus em Petrópolis e era aquilo que eu queria. Ao invés de fazer meu dever de casa eu ficava desenhando os carros, imaginando o condutor fazendo as paradas em cada ponto”, recorda.

Irmão de advogados e engenheiros, Wagner chega à garagem, diariamente, às 04h40 para se dedicar à atividade com que sempre sonhou. Como ele mesmo descreve, apesar das dificuldades encontradas no dia a dia, ser motorista de ônibus ainda é motivo de satisfação. Tendo perdido a mãe há seis anos, o sul-paraibano conta que encontrou na fé a força necessária para seguir em frente. Já habituado a iniciar seus dias com alguns salmos e em oração, ele diz que se surpreendeu em saber que havia sido fotografado e, mais ainda, com a repercussão do caso.

Foto Arquivo Pessoal Wagner Adriano de Oliveira Pinheiro

“Sempre faço minhas orações em casa, mas como trabalho de manhã, às vezes saio cedo de casa e naquele dia decidi orar na garagem. Ainda olhei em volta para ver se não tinha ninguém porque eu sou muito envergonhado”. Embora tenha sido pego de surpresa pelo ato, Wagner explica que, dada a repercussão da imagem, conseguiu identificar o responsável pela foto e o agradecer pelo gesto que foi visto não apenas em Petrópolis, mas no Estado. Motorista da linha Venezuela há duas semanas, ele se diz grato pelas mensagens que atribuíram ainda mais valor ao que faz.

“A oração que eu faço é pedindo proteção. Tô me sentindo muito feliz porque fui reconhecido pelo meu trabalho, como o motorista que eu sempre quis ser”. Simples, o momento registrado pelo petropolitano Araken Junior serviu tanto como inspiração para quem se viu influenciado a também incorporar o hábito de orar e agradecer na rotina, quanto como motivação para o próprio sul-paraibano que, graças às mensagens compartilhadas, percebeu que são reconhecimentos como esse que fazem toda a jornada valer a pena.

Veja também: Vídeo de filha indo buscar os pais em barzinho de Itaipava viraliza

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir