Connect with us

13 hábitos dos petropolitanos que quem é de outra cidade costuma estranhar

Entretenimento

13 hábitos dos petropolitanos que quem é de outra cidade costuma estranhar

O petropolitano e seu jeitinho único de viver e falar

O petropolitano é peculiar e, embora ele mesmo não costume achar isso, quem mora em outras cidades tende a discordar. Com muito bom humor, confira alguns hábitos tidos em Petrópolis que, aos olhos de fora, possam parecer, no mínimo, intrigantes!

“Olha, pai, um petropolitano de guarda-chuva embaixo da marquise!”. Fotos: Henry Kappaun

1- Chamar a neblina de ruço

Certeza de que tem turista que vai imaginar que é uma pessoa!

2- Falar “quinze ou dez pra hora”

Tá, mas de que horas você tá falando?

3- Dizer que “vai na cidade” quando vai ao Centro, mais conhecido como “Vinida”

Parece até que vai viajar!

4- Andar debaixo da marquise de sombrinha

O petropolitano esquece de fechar o guarda-chuva

5- Abreviar os nomes das localidades

“Aldaserra”, “Pedorio”

6- Andar “encasacado”

Trajes de tudo quanto é estação em um mesmo look para não correr o risco de passar calor ou frio!

7- Afirmar que vai “lá em Itaipava”

É longe, mas nem tanto! Pelo menos não em dias de engarrafamento

8- Se referir ao Marchese como “escada rolante”

Pra não ter dúvida!

9- Falar 13 ou 16, sem mencionar que são ruas

Te encontro na 16

10- Usar a expressão “à moda boi”

Também conhecido como “de qualquer jeito”

11- Dizer que viu uma capivara com a maior naturalidade do mundo

A gente não se cansa delas!

12- Avisar que vai “subir ou descer”

Não precisa nem falar que é a Serra porque a gente já sabe

13- Se arrumar além da conta para os menores eventos

No Rio uma Havaiana basta

Lembra de mais algum hábito peculiar dos petropolitanos? Conta pra gente nos comentários =)

Veja também:

Continue Reading

Você também vai gostar

Subir