Connect with us

Professores petropolitanos se unem para criar curso preparatório com proposta inovadora

Serviços

Professores petropolitanos se unem para criar curso preparatório com proposta inovadora

A palavra “plural” no dicionário é definida da seguinte forma: “que pode ser composto ou se referir a mais de um(a)”. Ou seja, mais do mesmo. Já para as ciências humanas, ser “plural” é reunir um grupo de pessoas diferentes, cada uma com as suas individualidades, carências, potencialidades e dificuldades.

Foto: Mari Sá Pereira

Em um mundo em que as pessoas precisam ser plurais, atuando em diferentes frentes e adquirindo diferentes habilidades para se destacarem no mercado de trabalho, percebe-se a necessidade de olhar para os indivíduos menos como números e mais como humanos. Segundo a psicóloga com especialização em psicopedagogia, Luciana Manzini, a educação deve desenvolver o aluno como ser humano completo, que pensa, que se sensibiliza, se relaciona com as pessoas e decide seu próprio caminho: “É preciso trabalhar a individualidade do aluno, de acordo com seu ritmo e suas habilidades”, ela explica.

E foi com essa proposta que cinco professores petropolitanos se uniram e criaram o curso preparatório para vestibular PLURAL.

Foto: Arquivos Sou Petrópolis

Professores

Licia Quinan, Marina Sá, Eric Mota, Felipe Figueira e Jônatas Carvalho, além de compartilharem a mesma vocação, eles tinham um desejo em comum. Todos eles sentiam falta, tanto em suas experiências como professores e como alunos, de um curso preparatório mais humano em Petrópolis, que respeitasse as diferenças e desse um atendimento personalizado para cada aluno.

Foto: Arquivos Sou Petrópolis

Os cinco amigos de profissão e de vida uniram suas forças e vontades e colocaram, literalmente, a mão na massa. Cada detalhe do curso foi feito e pensado por eles, desde a decoração do espaço aos planos de aula e ao recrutamento de uma equipe forte de professores que abraçassem essa ideia.

Metodologia

Apesar da proposta diferenciada, o Plural tem as mesmas bases de um curso preparatório para o vestibular: grades fixas de segunda a sexta, simulados e aulões aos finais de semana e foco nas provas do ENEM, UERJ e PISM (vestibular da UFJF). A diferença é que, por ser um curso com atendimento personalizado, os professores conhecem cada aluno, seus objetivos, dificuldades e carências.

Tendo concluído esse primeiro passo de conhecimento através de um simulado logo que o estudante se matricula no curso e através do convívio no dia a dia, os professores ajudam o aluno a montar uma rotina de estudos e a se organizar pensando em suas metas.

Foto: Mari Sá Pereira

O método escolhido pelos professores para aprendizagem são os exercícios. Não há necessidade de comprar livros pesados cheios de conteúdo, porque tudo será ensinado em sala de aula através de apostilas de exercícios. Se for preciso assistir a um vídeo ou a um documentário, os professores irão usar a smart TV ou os QR codes disponíveis em alguns materiais. Mas o foco é na relação aluno-professor. A ideia é que a sala de aula seja o principal espaço de aprendizagem.

Turmas

As turmas no Plural são limitadas a no máximo 30 alunos, o que permite que os professores conheçam todos eles e deem uma atenção personalizada para cada um.

Foto: Arquivos Sou Petrópolis

É possível ter aulas no turno da manhã, da tarde ou da noite. No último caso, recomenda-se para quem teve que largar a escola ou está trabalhando, mas tem o sonho de fazer uma faculdade.

Acolhimento

O espaço aconchegante e o número reduzido de alunos têm o objetivo de transformar o que tinha tudo para ser um lugar de “obrigação” em um lugar em que as pessoas se sintam bem em estar. Todo esse acolhimento só favorece a relação humanizada entre aluno e professor, como brinca a professora e sócia do curso, Lícia Quinan: “eu digo que aqui a gente não dá aula, a gente adota. Eles são nossos pupilos e a gente quer ver o resultado desse processo de aprendizagem lá na frente”.

Foto: Mari Sá Pereira

Redes de apoio

O curso fica aberto de segunda a sábado para quem quiser estudar ou tirar dúvidas. A ideia de deixar o espaço aberto é de incentivar as redes de apoio entre os alunos. Além disso, eles estabelecem um canal de comunicação entre professor e aluno via redes sociais com o intuito auxiliar nos estudos e enviar materiais que sejam relevantes para cada um.

Foto: Arquivos Sou Petrópolis

*O Curso Plural tem uma política especial de desconto para (ex-) estudantes da rede pública, bolsistas da rede privada e alunos trabalhadores. Legal, né?

Para mais informações, basta entrar em contato pelo WhatsApp é (24)98839-3363 ou por e-mail [email protected]

Essa matéria foi feita em parceria com o Curso Plural
Curso Plural no instagram
Continue Reading

Você também vai gostar

Subir