Connect with us

16 situações que todo petropolitano que estuda ou estudou em outra cidade já passou

Entretenimento

16 situações que todo petropolitano que estuda ou estudou em outra cidade já passou

Porque nem só de praia e curtição vivem os petropolitanos que decidiram morar em outra cidade.

Se por algum motivo você teve que se mudar de Petrópolis, mas não deixa de visitar sua cidade natal sempre que tem uma oportunidade, certamente você vai se identificar com essas situações.

1. Todo domingo um “até logo”

Chega domingo e já dá aquele aperto no coração de saber que você vai ter que ficar longe de casa mais uma semana.

via GIPHY

Não é drama, é apenas saudade antecipada.

2. A tentativa

Tem vezes que você até tenta arquitetar um plano de dormir mais uma noite em casa, mas nunca consegue acordar cedo para pegar o ônibus ou quando consegue não chega a tempo da aula devido ao trânsito de segunda-feira.

Conselho: não vale a pena.

3. A espera

Falando em trânsito, se você estuda no Rio, às vezes passa mais tempo tentando chegar na rodoviária Novo Rio do que na viagem para Petrópolis.

via GIPHY

Haja paciência.

4. A desculpa

Você arranja qualquer desculpa ou feriado para voltar para casa.

via GIPHY

E seus amigos da faculdade não entendem o porquê disso.

5. O apelido

E é por isso e por falar tanto da sua cidade natal que seus amigos substituem seu sobrenome por “de Petrópolis”.

via GIPHY

E você até que gosta disso.

6. A chegada

Você ama onde você mora durante a semana, mas nada como descer do ônibus e sentir aquele ar puro e leve que só tem em Petrópolis.

Às vezes esse mesmo ar também congela suas fossas nasais.

7. Petropolitano raiz

Se você nunca levou uma cobertinha e um par de meias para se esquentar no ônibus da Única, fique atento se você não está perdendo as suas raízes.

Quem acha que Petrópolis é frio, é porque nunca andou no ônibus da Única.

8. Vida nova

Você descobre que morar sozinho tem as suas vantagens quando repara que não precisa mais usar copos sem sua mãe te xingar.

via GIPHY

Não é preguiça, é praticidade.

9. Regras novas

E também não precisa mais passar roupas!

Porque você não é obrigado.

10. Saudades

Não só seus pais estão a 60 quilômetros de você, sua máquina de lavar também.

Daí você ganha mais um nome dos seus amigos: Fulano de Petrópolis, o Sacoleiro.

11. Desperdício

Você já deu bastante dinheiro para a Única sem usar seus serviços.

via GIPHY

“Mas foram só 2 minutinhos de atraso!”

12. Sonhar nunca é demais

Seu sonho é que a rodoviária do Bingen fosse um ambiente mais aconchegante e quentinho, com cadeiras confortáveis para você deitar e fazer uma horinha, com wi-fi e tomadas acessíveis para carregar o celular.

Só isso. Não é pedir muito.

13. Vida de adulto

Você passa a dar mais valor aos seus pais e à (moleza de) vida que tinha em Petrópolis.

Você passa a entender frases como “queria que meu dia tivesse 48h” ou “se você acha que tá difícil agora, só vai piorar”

14. A sobrevivência

Você está sempre duro, por isso qualquer miséria que te ofereçam no estágio, faz você se sentir a Kim Kardashian.

via GIPHY

Iludidos…

15. O aprendizado

Você não se arrepende de ter escolhido viver fora de Petrópolis, porque cresceu, aprendeu e amadureceu muito.

via GIPHY

Apesar das feridas e queimaduras no meio do processo.

16. Lar

Mas chega sexta-feira e você já sabe qual é a sua próxima parada: casa.

Finalmente!

Continue Reading

Você também vai gostar

Mais populares

Nossas Dicas

+ dicas
Subir