Connect with us

Se você pudesse ter um super poder, qual seria? Crianças da APAE respondem ao ‘Aranha de Petrópolis’

Petrópolis do bem

Se você pudesse ter um super poder, qual seria? Crianças da APAE respondem ao ‘Aranha de Petrópolis’

Organização filantrópica de Petrópolis recebe a visita do Homem Aranha para um dia especial.

A missão dele não é combater o crime ou fazer sucesso nos cinemas. As suas roupas não são desenhadas e nem produzidas por ele mesmo, são compradas na AliExpress. Ele também não pode sair no meio da aula para salvar a cidade de um mutante, afinal, ele tem um outro desafio pela frente: se formar em Educação Física.

Mais do que soltar teias, ele faz os outros soltarem sorrisos e mais do que fazer sucesso no mundo todo, para ele basta ser sucesso e a alegria de poucas crianças, mesmo que seja só por um momento. Foi com essa proposta, portanto, que o petropolitano Eduardo Kappler, de 20 anos, resolveu se transformar no ídolo de sua infância, o Homem Aranha, e começar a fazer projetos sociais pela cidade. “Gosto de ver a inocência e dar ludicidade às crianças. O mundo já tem muita coisa ruim, então manter a criança que há dentro delas é o que mais me motiva”, conta o “Aranha de Petrópolis”, como ficou conhecido.

Na sexta-feira (13) foi a vez da APAE Petrópolis, uma organização filantrópica que tem objetivo de promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla, receber a visita desse super herói da vida real. Durante a nossa visitação, além de entreter as crianças, fizemos a mesma pergunta para cada uma delas: “se você pudesse ter um super poder, qual seria?”. Confira o resultado registrado sob as lentes do fotógrafo Bruno Soares.

Guilherme: “Soltar teias igual ao Homem Aranha”

Foto: Bruno Soares

Daniel: “Lutar como o Batman”

Foto: Bruno Soares

Mariane: “Amor”

Foto: Bruno Soares

Ana: “Dar café, leite e chocolate para as crianças na escola”

Foto: Bruno Soares

Ketlyn: “Soltar gelo para congelar os bandidos, igual Frozen”

Foto: Bruno Soares

Ketely: “Fazer tudo virar cor. A vida seria toda colorida”

Foto: Bruno Soares

A APAE conta principalmente com a mobilização da sociedade (voluntários e apoiadores) para prestar serviços de educação, saúde e assistência social às pessoas excepcionais. Estão sob os cuidados da APAE Petrópolis 130 pessoas, com menos de 1 ano a 59 anos de idade.

Voluntários, como nutricionistas, fonoaudiólogos, professores de educação física, recreadores, dentistas ou qualquer pessoa com boa vontade são sempre bem-vindos na instituição. Para ajudar ou marcar uma visita, basta ligar para (24) 2237-6018. O horário para visitação é de 2ª a 6ª feira, de 8h às 17h.

Souvenir Barros, gerente administrativa da APAE Petrópolis, explica sobre a importância desse tipo de trabalho: “O trabalho voluntário traz cultura lúdica, algo que a gente não teria condições de ter se tivéssemos que pagar. As crianças cansam muito com o tratamento, e esse tipo de trabalho faz com que eles fujam da rotina e se distraiam.

Se você quiser ter o “Aranha de Petrópolis” em sua instituição para trabalhos sociais voluntários ou se você quiser contratar o serviço dele em eventos na cidade, entre em contato pelo telefone (24) 98844-0613.

Continue Reading

Você também vai gostar

Mais populares

Nossas Dicas

+ dicas
Subir